Blog

Blog
Olá amigos! que bom recebe-los!! Aqui estão minhas novas descobertas! Prometo toda semana compartilhar dicas, novidades e boas ideias por aqui. E vocês, prometem que voltam, combinado? beijos e divirtam-se!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

* Coisas que vi,senti e vivi em Buenos Aires *

Já faz um pouco mais de um ano que estive em Buenos Aires..mas ainda posso sentir o cheiro das  lavandas e de churrasco em Puerto Madero, o ar puro dos parques,o clima europeu e outras sensações..




PAZ..foi o que senti caminhando pelo Parque Palermo.
Já fiz um post especial sobre ele,mas revendo algumas fotos, encontrei duas que separei com muito carinho
para colocar no meu painel de referências..
A primeira é esta ponte magnífica, de nome misterioso..
Misterioso porque nenhuma placa a identificava e nenhum funcionário soube me dizer qual é.
Mas ficou registrada na memória,e com certeza, num momento sublime servirá de inspiração
para uma pintura.Quem sabe uma bela tela!




Outro momento que jamais esquecerei foi o vôo rasante do João de Barro..ou seria
"Maria de barro"? Macho ou fêmea..o pássaro protegeu sua casinha "com unhas e dentes"!
Havia um filhote lá dentro..
Tentei fotografar a família ,mas o  pássaro, muito bravo tratou de voar baixo para me espantar e
depois de colocar o filhote pra dentro da casa de barro, "se escondeu" dentro da luminária (reparem bem na foto).
Com certeza, uma de minhas fotos prediletas!




E o que dizer dos doces patinhos?
Fiquei observando o cuidado das patas com as crias..tem a hora de comer,de tomar banho,de passear...
E eles são inseparáveis!
Uma graça! 

                                                                    
                                                              

ENLOUQUECI com a quantidade e variedade de maquiagens no camarim.. 




São estojos, maletas, frasqueiras..cada uma guardava um segredo... fiquei fascinada!





GARGALHEI vendo programas que pensei que jamais veria de novo até o sono chegar..





E me emocionei ao ver um país chorar pela morte de uma artista amada, Mercedes Sosa.
O meio mastro, as vestes e as toalhas negras nas janelas..Jamais esquecerei!
Ah..Buenos Aires!  Você mexeu comigo!